@PatuemFoco

domingo, 31 de maio de 2015

Flamengo volta a jogar mal e perde para o Fluminense

Com apenas 1 ponto na tabela, Rubro-Negro afunda ainda mais na tabela do Brasileirão.

Por  em maio 31, 2015
Não se pode reclamar da falta de emoção em um Fla-Flu. Há, sempre, de tudo um pouco. Desde arbitragem polêmica a pênalti e expulsões inexistentes, técnico estreante e show de artilheiro. Pois Fred anotou dois, chegou aos 107 na era de pontos corridos, um recorde, e o Fluminense venceu o Flamengo por 3 a 2 no Maracanã. Jogo de pouca técnica, mas eletrizante. Do início ao fim.
Com o resultado, o Flu chegou ao nono lugar, com sete pontos. Já o Flamengo, ainda sem vencer nas quatro rodadas do Brasileiro, permanece com um ponto, em 18º, na zona de rebaixamento.
Na próxima rodada, o Flamengo vai até Belo Horizonte enfrentar o Cruzeiro, quarta, às 22h, no Maracanã. Na quinta, o Fluminense receberá o Coritiba, às 16h, no Maracanã.
HOME-BRASILEIRO-Flamengo-Fluminense-MeierLANCEPress_LANIMA20150531_0204_52

O jogo

Fla-Flu tem por característica ser não apenas o clássico mais charmoso, mas, também, o mais emocionante. E quanta emoção. Desde o início. Há de tudo um pouco. Desde a promessa de Xerém, Gerson, lançando bola na área, até dividida de bola na área entre Vinicius e Pará. Sandro Meira Ricci resolveu apimentar o clássico. Pênalti. Inexistente. Mas Fred não tem nada com isso. Com sete minutos, ele cobrou com calma de artilheiro. Bola de um lado, Paulo Victor do outro. Fluminense 1 a 0. Tão cedo. Tão Fla-Flu.
Clássico de recordes. Nesta penalidade, Fred anotou seu gol número 106 na era de pontos corridos do Campeonato Brasileiro, recorde ao lado de Paulo Baier. Clássico, também, de estreias. Cristóvão Borges, à beira do gramado, tentava organizar o Flamengo em gestos. Mas o time era uma correria só, sempre optando por lançar bolas na área tricolor, facilmente rebatidas.
O Fluminense, vantagem no bolso, era mais cerebral quando tinha posse de bola. Vinícius, Wagner e Gerson tramavam boas jogadas no meio, de pé em pé, com Fred preocupando a defesa na frente. Quando chegava, o time tricolor era perigoso. O Flamengo era afoito. Mas nada indicava vitória certa. Era Fla-Flu.
flamengo_penalti_flaflu
Aos 26 minutos, Canteros levantou bola na área, Wallace tocou e por pouco a bola não parou no gol de Cavalieri. Dois minutos depois,o argentino lançou Alecsandro na área, mas ele chegou atrasado. O Flamengo esbarrava em si mesmo. O Flu esperava. Sabia que teria a hora certa. E ela veio aos 32 minutos, em roubada de bola.
Renato acelerou pelo lado direito, nas costas de Armero, foi à linha de fundo a bateu rasteiro. Fred, na segunda trave, fatalmente faria o gol não fosse Pará, que fez questão dele próprio tocar, de carrinho, para o fundo da própria rede. 2 a 0. Jogo, então, decidido? Não em um Fla-Flu. É daqueles clássicos em que o certo dá errado e o errado dá certo. Quem tem a vantagem, adormece. Quem tem a desvantagem, desperta. Tão Fla-Flu.
E o lado rubro-negro, sabe-se lá o porquê, despertou depois de sofrer o segundo gol. Armero pediu passagem aos 36 minutos, foi à ponta esquerda e cruzou na cabeça de Alecsandro, que no meio da zaga achou a bola e fez belo gol de cabeça. 2 a 1. A massa rubro-negra, em maioria, inflamou. O time foi para o abafa, esquecendo técnica e tática. Paulinho, aos 43 minutos, quase marcou de canhota. E o primeiro tempo chegou ao fim.
Na segunda etapa, o Flamengo voltou animado, disposto a arrancar o empate. Marcelo Cirino entrou na vaga de Arthur Maia. Com segundos, Everton roubou bola e disparou pela esquerda, cruzando pela área. Parecia o Flamengo melhor. Parecia. Mas Fla-Flu…basta um minuto.
flamengo_cristovao_flaflu
Foi o tempo suficiente para o Fluminense encaixar linda jogada. Vinícius achou Gerson em contra-ataque pela direita. Na grande área, a revelação tricolor fez Armero de criança, driblou com facilidade e, tranquilo, rolou para Fred bater rasteiro, no contrapé de Paulo Victor, e anotar o seu 107º gol na era de pontos corridos. Absolutos. Fred e Flu. 3 a 1.

O terceiro gol foi golpe grande no Flamengo. O clássico parecia, enfim, decidido para o Fluminense. Mas algo ajudou. Gerson, lesionado, deixou o campo. E Sandro Meira Ricci, dotado de sua tradicional falta de habilidade para soprar o apito, cometeu mais um erro crasso, tal qual o pênalti tricolor. Giovanni tentou dividir bola com Cirino na esquerda da defesa tricolor. Lance bobo. Ricci, peito estufado, puxou o vermelho e anotou expulsão injusta. O jogo, por linhas tortas, revivia.
Cristóvão Borges percebeu. De imediato, sacou Pará para a entrada de Gabriel, pelo lado direito. O Flamengo lançou-se, então, ao ataque desesperadamente. Talvez por isso não tenha apresentado real perigo. Diego Cavalieri, em sua meta, não teve tanto co o que se preocupar. Em duas cabeçadas fracas de Everton, pegou a bola com facilidade. O Fluminense, em um contra-ataque, quase ampliou, mas Wellington Silva mandou por cima do gol.
O jogo parecia definido. Sem esperanças. Mas Fla-Flu….Aos 40 minutos, Marcelo Cirino caiu pela esquerda e cruzou para a área. Eduardo da Silva, mansinho, tocou de cabeça para o fundo do gol. 3 a 2. Na pressão, o Flamengo tentou o empate, arrancou gritos da arquibancada. Mas o Fluminense conseguiu se segurar. Tão Fla-Flu.

FLAMENGO 2 X 3 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Fábio Pereira (TO)
Renda: R$ 1.063.622,50
Público: 25.289 pagantes / 28.663 presentes
Cartões amarelos: Pará, Everton, Cáceres, Bressan e Eduardo da Silva (Flamengo); Vinicius, Wagner e Diego Cavalieri (Fluminense)
Cartões vermelhos: Canteros (Flamengo); Giovanni (Fluminense)
Gols: Fred, aos 8min do primeiro tempo, Pará (contra), aos 32min do primeiro tempo, Alecsandro, aos 35min do primeiro tempo, Fred, aos 2min do segundo tempo, Eduardo da Silva, aos 40min do segundo tempo

Flamengo: Paulo Victor; Pará (Gabriel), Wallace, Bressan e Armero; Cáceres (Eduardo da Silva), Canteros e Arthur Maia (Marcelo Cirino); Everton, Paulinho e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges
Fluminense: Diego Cavalieri; Renato, Gum, Antônio Carlos e Giovanni; Edson, Jean, Wagner, Gerson (Pierre) e Vinicius (Wellington Silva); Fred (Marlone). Técnico: Enderson Moreira

É HOJE, 31/05 TRADICIONAL FESTA DE MAIO EM RAFAEL GODEIRO/RN

Vem aí... Copa América !!!

Copa América de 2015 será a 44ª edição do principal torneio entre seleções organizado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Será disputada entre 11 de junho e 4 de julho.


Caicó: Presos atearam fogo em colchões no Pereirão

pereirao mutirao
Detentos da Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó, atearam fogos em colchões no pavilhão E, que é ocupado por cerca de 70 homens. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para atender a ocorrência, na tarde de hoje (31).
Via Blog do Robson Pires

Crime de homicídio na cidade de Apodi na Região Oeste do Estado do RN

Um crime de homicídio movimentou a área policia da cidade de Apodi no fim da manhã deste Domingo dia 31/05.

A vítima identificada como José de Arimateia Pereira, mais conhecido por "Neném de Poloia", de 27 anos de idade, natural de Apodi, foi executado quando estava sentado em uma esquina da Rua Vereador Dionísio de Morais, na Baixa do CAIC, região periférica da cidade.

A vítima foi surpreendida por um indivíduo identificado por Dedé, o qual efetuou cerca de seis disparos de arma de fogo contra a vítima, que teve morte imediata. O acusado, que é morador da Baixa do CAIC, foi reconhecido por populares no momento do crime.

O GTO de Apodi foi até a residência do acusado, mas o mesmo já havia fugido com destino ignorado. A Rádio Patrulha isolou a área de crime até a chegada do ITEP, que realizou os trabalhos de perícia e removeu o cadáver para a sede do órgão em Mossoró.

Fonte: Sentinelasdoapodi / Via SANTANA NOTÍCIA

Servidores estaduais entram em greve no dia 11 de junho

Servidores reivindicam reajuste salarial de 27%, referente a perdas dos últimos anos e ganho real, e isonomia aos aposentados e servidores municipalizados, que estão há quatro anos sem reajuste e acumulam perdas de 61%.
Os servidores estaduais da Saúde decidiram entrar em greve no dia 11 de junho. A assembleia realizada na manhã de ontem, 29, na sede da Simpol, com a categoria, resolveu manter a pauta de reivindicações ao Governo do Estado que inclui reajustes salariais e melhores condições de trabalho.
A direção do Sindicato dos Servidores da Saúde (SINDSÁUDE) deverá ter uma reunião como secretário Ricardo Lagreca e a chefe Gabinete Civil, Tatiana Cunha no próximo dia 3. Se houver avanços nas negociações, uma nova assembleia será marcada.
Eles reivindicam reajuste salarial de 27%, referente a perdas dos últimos anos e ganho real, e isonomia aos aposentados e servidores municipalizados, que estão há quatro anos sem reajuste e acumulam perdas de 61%. Entre os pontos exigidos estão ainda a implantação imediata das mudanças de nível vencidas desde 2012, a tabela de qualificação, um novo concurso público para combater a sobrecarga nos locais de trabalho e a garantia de abastecimento de materiais e medicamentos nos hospitais.
Os servidores pedem ainda o fim dos saques ao Fundo Previdenciário e a retirada do Projeto de Lei Complementar que propõe a criação de uma Previdência Complementar e a redução do percentual de contribuição do estado. O PLC foi enviado no dia 30 de abril e está em análise nas comissões da Assembleia Legislativa.
Fonte: Portal No ar 
/ Via Blog Messias Online

Grande Natal registra mais de 250 assaltos a ônibus em apenas cinco meses de 2015

Em cinco meses, foram contabilizados 253 assaltos a ônibus na Região Metropolitana de Natal, sendo 205 na capital potiguar. Os números são do Sindicato dos Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro), que representa os cobradores e motoristas que atuam nas linhas de ônibus da cidade. Apesar de considerar a situação preocupante, o sindicato elogia atuação da Secretaria de Segurança do Estado.

Após os dois assaltos que ocorreram na noite de ontem (28), em Natal, onde uma mulher chegou a ser ferida com uma faca, o presidente do Sintro, Nastagnam Batista, afirmou que o número de crimes teve queda com relação ao mesmo período do ano passado.

"Nesse mesmo período do ano passado já tínhamos registrado mais de 300 assaltos", disse.

Mesmo com a baixa no número de assaltos, a média de crimes contra motoristas, cobradores e passageiros ainda é superior a 1,6 por dia. Para coibir a ação dos bandidos, Nastagnam Batista disse que o Sintro vai continuar buscando soluções conjuntas junto ao Poder Público e que paralisações, até o momento, seguem descartadas.


"Temos marcada uma reunião para o dia 10, onde vamos nos encontrar com a Sesed, Polícia Militar e Polícia Civil, que também tem trabalhado para prender esses criminosos que atuam nos ônibus. Vamos dar continuidade às reuniões e trocar ideias para que a gente possa reduzir ainda mais o número de assaltos", disse.

Números

Os dados do Sintro já conflitantes com os divulgados pela Sesed. O Poder Público afirma que houve uma redução de aproximadamente 50% no número de casos registrados até o dia 20 de maio deste ano, em comparação com o mesmo período de 2014. Segundo a Sesed, ocorreram 122 assaltos na Grande Natal até o dia 20.

Fonte: De Fato / Via Blog Messias Online

Mercado imobiliário tem o pior mês de abril em dez anos

imobiliario
Do céu ao inferno: um dos setores mais aquecidos da economia vive agora um período de esvaziamento, silêncio e desemprego. Dados do Ministério do Trabalho apontam o abril de 2015 como o pior em dez anos para o setor imobiliário. A diferença entre as vagas geradas e as demissões ficou negativa em 19 mil. Para se ter ideia, no mês de abril em 2005, há dez anos, o saldo era positivo em 35 mil vagas.
O resultado são os balcões vazios, telefones que quase não tocam. E os corretores trancafiados nos escritórios. O setor, que vinha aquecido por causa da alta demanda por moradia, mas perdeu força em meio à crise econômica, restrição no crédito e mudanças nas regras de financiamento.
Quem trabalha no setor diz que o movimento nas imobiliárias já vinha em queda desde o início do ano; no mês passado, um golpe de misericórdia: as mudanças no financiamento da Caixa Econômica Federal para imóveis usados afastaram ainda mais os clientes das lojas. Quem tinha o sonho da casa própria, passou a vê-lo tão mais distante que nem sequer ousa pesquisar preços. O corretor Carlos Alberto diz que tem feito no máximo três visitas com clientes por semana. Um terço do que já fez um dia.
Via Blog do Robson Pires

UTILIDADE PÚBLICA - ATUALIZE O NONO DÍGITO PARA CELULAR DO RN

A partir de hoje é necessário acrescentar o número 9 no início de todos os telefones de sua agenda referente ao RN - Código 84. Vá na PLAY STORE e no APPS procure  nono dígito, instale o aplicativo e sua agenda será atualizada automaticamente.

Via Blog Barriguda News

PM aborda mais de 20 ônibus na zona Sul de Natal e tenta frear onda de assaltos

Fiscalização foi realizada neste sábado, em pontos distintos.



A Polícia Militar realizou, na tarde deste sábado (30), mais uma operação para tentar frear a onda de assaltos a ônibus em Natal. Somente na noite desta sexta-feira (29), foram registrados cinco roubos em ônibus.

Na ação deste sábado, os policiais militares do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) realizaram barreiras policiais em diferentes localidades da zona Sul de Natal promovendo a segurança para os cidadãos que usam o transporte coletivo.

Mais de 20 ônibus já haviam sido abordados até o fim desta tarde, em pontos distintos. As barreiras ocorrem em locais e horários inopinados e levando em consideração o fluxo de pessoas e a mancha criminal definida pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

A ação faz parte do plano de operações definido pelo Comando de Policiamento Metropolitano, na última sexta-feira (29), visando reduzir os índices criminais e delitos relacionados ao transporte público.


Mossoró/RN: briga entre vizinhos acaba em morte

(Foto: Passando na Hora)

Na noite do ultimo sábado (30/05),uma pessoa foi assassinada e outra ferida durante dois atentados homicidas no município de Mossoró.

Segundo a polícia, Jailson de Paiva Vieira, de 27 anos, foi executado na Favela do Fio, com vários disparos de arma de fogo após desentendimento com vizinhos.  Os suspeitos fugiram com destino desconhecido em um veículo do tipo Siena de cor escura.

O corpo da vítima foi removido pelo Instituto Técnico e Científico de Polícia (ITEP) até a sede do órgão para exames. Os motivos da briga são passionais, segundo relatos de testemunhas.

Fonte: www.mossorohoje.com.br / Via Blog F5 Apodi

Bispo de Caicó critica grupos de pessoas que se beneficiam da indústria da seca

dom antonio maioridade
Questionado pelo Novo Jornal se o problema da seca no Nordeste tem solução, o bispo de Caicó, dom Antônio Carlos Cruz, compara a região brasileira ao país de Israel, que embora tenha um clima seco dispõe de um moderno sistema de irrigação que consegue economizar água a ponto de não deixar faltar o produto para a população.

Como entrave para que o desenvolvimento chegue ao Nordeste nos moldes como ocorre naquele país, dom Antônio afirma que, além da falta de vontade política dos gestores públicos, há um grupo de pessoas que se beneficiam com o sofrimento da população mais carente.

“Agora é saber se existe vontade política para isso ou se existe uma indústria da seca, ou seja, pessoas que se beneficiam disso. Aqui no Nordeste temos a indústria da seca como temos ao longo da história do Brasil pessoas que se beneficiam dos pobres. Tem gente que vive à custa dos pobres”, critica dom Antônio.

Ainda na visão do bispo de Caicó, no quesito desenvolvimento social o Nordeste ainda está muito longe de onde poderia estar. Natural do Rio de Janeiro, ele analisa de maneira crítica que o debate sobre a crise hídrica, que hoje afeta todo o Brasil, só teve uma maior repercussão porque começou a incomodar estados da região Sudeste.

Nomeado para ser bispo de Caicó há cerca de um ano, ele diz que enquanto morava no Rio de Janeiro sequer ouvia falar da existência de crise hídrica no Rio Grande do Norte e nos demais estados nordestinos. Ao chegar em solo potiguar, porém, surpreendeu-se ao saber que o estado já passava, na época, pelo terceiro ano seguido de convivência com a escassez de chuva. “Eu acho que é preciso que a gente coloque o Nordeste no lugar que ele merece. Ele é Brasil, ele não está à parte do Brasil. Já melhorou muito a situação, mas temos que melhorar mais ainda”, defende.

Apesar da alternância de poder que houve nas várias áreas de governo ao longo dos anos, ele questiona: “Quantas pessoas estão ocupando cargos políticos no Brasil há anos e não resolveram essa situação?”. A despeito da inércia do poder público e da desassistência à população, ele afirma que a vida desses políticos melhorou pelo fato deles se locupletarem de recursos públicos em benefício próprio.

Por Robson Pires

Brasileirão 2015: Flamengo já conta com cinco estrangeiros no seu elenco

Lateral colombiano Pablo Armero


Volante paraguaio Víctor Cáceres


Volante argentino Héctor Canteros


Meia argentino Lucas Mugni


Atacante peruano Paolo Guerrero